Como evitar o bloqueio do FGTS e auxílio emergencial no Caixa Tem

0
474

Muitos beneficiários do BEm, do FGTS e do auxílio emergencial tiveram o app Caixa Tem bloqueado por suspeita de fraude. Isso aconteceu para impedir o uso ilegal do recurso, mas acabou afetando pessoas inocentes. Portanto, obrigatoriamente faz-se necessário se deslocar pessoalmente até uma agência da Caixa Econômica Federal -CEF, para liberar os recursos bloqueados. Entretanto, o que muita gente não sabe, é que é possível evitar o bloqueio no Caixa Tem. Saiba tudo que você precisa fazer para evitar.

É provável que você também goste:

Perdeu o prazo para desbloquear o Caixa Tem na agência? O que fazer?

Número de desempregados aumenta 31% em apenas 12 semanas, segundo o IBGE

Como evitar o bloqueio do FGTS e auxílio emergencial no Caixa Tem

O bloqueio do aplicativo pode acontecer por dois motivos, por suspeita de fraude ou pelo motivo de documentação pendente.

No caso de suspensão do Caixa Tem pelo motivo de documentação pendente, basta regularizar pelo WhatsApp pelo próprio aplicativo.

Todavia, se você teve o aplicativo bloqueado por suspeita de fraude, será necessário ir pessoalmente até uma agência da Caixa Econômica Federal. É necessário portar um documento de identidade com foto, e deve seguir o calendário para desbloqueio.

Consulte o calendário para desbloqueio por fraude:

  • Janeiro, Fevereiro e Março – desbloqueio até 24/7;
  • Abril e Maio – desbloqueio de ​27 a 31/07;
  • ​Junho e Julho – desbloqueio de ​03 a 07/08;
  • Agosto, Setembro e Outubro – desbloqueio de 10 a 14/08;
  • Novembro e Dezembro – desbloqueio de ​17 a 21/08.

Como evitar o bloqueio do Caixa Tem

Para evitar o bloqueio do Caixa Tem, a recomendação é que você faça o login em apenas um dispositivo. Além disso, é imprescindível que você baixe o aplicativo somente através das lojas oficiais para Android e iOS – Google Play Store e App Store, e jamais compartilhe informações pessoais.

“A Caixa reforça que o aplicativo Caixa Tem possui múltiplos mecanismos integrados de segurança, mantendo-se inviolável e seguro. O baixo percentual de fraudes observado deve-se à engenharia social, em que são utilizadas informações, documentos e acessos dos próprios clientes”, ressaltou o banco através de nota.

Enfim, gostou da nossa matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Caixa Econômica Federal

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here